Eu já…

…fui agredida fisicamente por conta de um mal entendido.
…beijei na boca de um desconhecido.
…corri atrás de um homem, literalmente.
…chorei por estar de porre.
…ataquei uma torta de chocolate inteira em plena madrugada.
…fui tímida.
…fui mais escrota.
…achei que não valia a pena viver.
…achei que deveria matar uma pessoa, qualquer uma.
…quis demais alguém.
…magoei um anjo.
…fiz uma proposta muito indecente a um homem.
…fiz uma proposta indecente a uma mulher.
…deletei um blog por gostar demais dele.
…mandei foto por e-mail pela internet.
…perdi meu tempo pensando se as facas ginsu cortam as meias vivarina.
…fui especial para quem ainda me é especial.
…briguei com o cara da banca de jornal porque não tinha TPM lá.
…tive um teto preto.
…saí do trabalho às lagrimas.
…recebi cantadas por causa da minha voz ao telefone.
…falei menos palavrões.
…caí da escada no colégio, em pleno recreio.
…morri de ciúmes de uma amizade.
…bebi muito sozinha para afogar os problemas.
…agredi muito minha mãe.
…chorei no cinema milhões de vezes.
…pulei o muro do colégio para comprar vinho.
…matei aula na piscina abandonada.
…fumei bagulho atrás do Fórum.
…pedi perdão por erros que não cometi.
…vivi um amor grande hotel.
…ignorei quem tinha meu coração por conta de uma mágoa.
…fui chamada de puta, grossa e ridícula.
…tive um namorado só para não estar sozinha.
…roubei a chave de casa.
…me diverti com um homem em tentativas fracassadas de me cantar.
…me queimei fritando hambúrguer.
…carreguei caixa de som debaixo de chuva.
…fiz parte de um coral.
…perdi a noção do perigo.
…me humilhei por acreditar que era o cara certo.
…acreditei no amor.
…tentei parar de fumar.
…fui acordada com beijo na boca.
…mudei tudo na minha vida para fugir de uma pessoa.
…mudei tudo de novo para ver se encontro a pessoa certa…

Sobre

Eu sou uma ideia abstrata de mim mesma, vivendo para o meu trabalho e insistindo em acreditar que algum dia eu vou conseguir escrever o tanto que penso.

Vai que você curte

Leia o post anterior:
Talvez Anarquista

A anarquia realmente é uma ideologia maravilhosa e sedutora, embora eu não acredite na sua implementação como forma de organização...

Fechar