Antonela

Loira dos olhos azuis, com um corpo escultural e um jeitinho doce, capaz de chamar a atenção de todos os homens que eu conheço, argentina e com umas tendências homossexuais (ela cantou a Marcela, eu vi). Mas não é isso que importa agora.

Dia 11 de fevereiro, 3 canais diferentes a falar da menina e do boato de que ela é stripper. No Superpop (redeTV), dançarinas, dono de boate e o advogado da moça e o Pedro de Lara (pasmem!) tratavam do fato de ela alegar que não é stripper e a enquete peguntava se stripper é sinônimo de puta. No Boa Noite Brasil (Band), ex-bbbs tagarelavam sobre a exposição da vida da moça e a que eles sofreram. E por fim, o Fala que eu te escuto debatia se strippers atiram roupas por falta de oportunidade ou de princípios.

Diante disso, me digam quem é pior: o programa de auto-ajuda que julga pessoas? Os ex bbbs que reclamam de invasã de privacidade que toparam isso por dinheiro? Quem sabe os piores sejam os que concluem coisas sobre as fotos que nada determinam. Talvez, no fim das contas, a pior é a Antonela mesmo, que mal saiu da casa e já tem advogado pronto pra responder tudo, que já apareceu em programas de tv. Ou vai ver os piores somos nós, que assistimos, aplaudimos e debatemos tamanha tolice…

Sobre

Eu sou uma ideia abstrata de mim mesma, vivendo para o meu trabalho e insistindo em acreditar que algum dia eu vou conseguir escrever o tanto que penso.

Vai que você curte

Leia o post anterior:
Isso é um convite, uma ameaça ou uma proposta?

O Rafa disse um monte de coisas sobre a virgindade (post de 04/02, não tem como linkar certinho) e eu...

Fechar