Febre

Lembra de compre baton, compre baton, compre baton, cooooompre baton? Pois é, febre de consumo, foi isso que aquilo foi. E existem febres de consumo virtuais, sabiam? Os blogs são um exemplo. Aliás, a evolução de quem entra na internet segue mais ou menos este padrão de febres:

1. E-mails e piadinhas
2. Chats
3. Sites engraçados e animações em Flash
4. Listas de discussão
5. Blogs
6. Orkut e similares

Agora, na crista da onda, chegou o Multiply, um primo do Orkut, melhor em algumas paradas, pior em outras. No final das contas não passa de uma rede de pessoas igualzinho o orkut, mas te permite ter um site bacaninha lá dentro mesmo, no formato de blog. O template não é editável, mas funciona como um jornal, tendo na capa de cada pessoa aperitivos do que ela escreve ali. Ao que me parece, só fica uma merda porque as comunidades orkutianas ali não funcionam da mesma maneira… Olha eu lá, ó.

Em tempo: antes que algum babaca diga ‘porra, como você está desinformada, o Multiply já existe há mó tempão’, eu só entrei hoje tá? Dá licença de eu ser lesada? Ou só posso se eu pedir por escrito?

Sobre

Eu sou uma ideia abstrata de mim mesma, vivendo para o meu trabalho e insistindo em acreditar que algum dia eu vou conseguir escrever o tanto que penso.

Vai que você curte

Leia o post anterior:
Paaaaaaaaaaaaaaaaaaau no pingüim

Já que é para perder tempo na net, perca com isso aqui: pinguin. Meu recorde: 319,8. Tente você também...

Fechar