Cogito, Ergo Accuso

want to buy Pregabalin (penso, logo culpo)
Dúvida razoável é o conceito segundo o qual se não há provas para a condenação, então o réu deve ser absolvido. O que eu não consigo entender é porque um conceito tão simples muitas vezes encontra uma dificuldade tão grande de entrar na cabeça das pessoas. Qual é o grande problema envolvido em aplicar dúvida razoável ao que os outros escrevem, hein? Porque assumir de forma tão arraigada sua idéia primordial?

http://stampinkpaper.com/2017/06/ Eis que está o cidadão a ler algo que recebeu por e-mail, através de um grupo de discussão. Entrou gente nova no grupo e escreveu um e-mail que não concorda perfeitamente com o que pensa o leitor? Pronto, ferrou-se o autor, acabou de ser julgado e condenado. O leitor diante de um texto com opinião diferente da sua se nega sequer a tentar entender, simplesmente porque se considera melhor do que os outros. Porque debate como se estivesse falando com um leigo. Já responde o e-mail começando com frases do tipo “você não sabe que…” Na cabeça desse tipo de leitor, o autor já vira mais um alienado que não entende de nada, que não sabe de nada, quase a bruxa da historinha.

Na minha cabeça, interpretar assim o que lê é ser pseudo-intelectual, só falta fumar cigarrinhas e usar suspensórios! E é por isso que eu simplesmente saio desse tipo de grupos de discussão. Porque qualquer pseudo-intelectual não passa de um bitolado.

Sobre

Eu sou uma ideia abstrata de mim mesma, vivendo para o meu trabalho e insistindo em acreditar que algum dia eu vou conseguir escrever o tanto que penso.

Vai que você curte

Leia o post anterior:
Pérola do dia

Em meio a uma conversa sobre um evento, recebo no msn uma frase de dar medo: "então vamos dar um...

Fechar