CPMF

O que afinal está tão errado com a CPMF? O que diabos há de tão injusto neste imposto? Do meu ponto de vista, é o mais certo dentre todos: cobra proporcional ao que cada conta bancária movimenta. Os mais pobres não tem conta bancária, então não pagam este imposto. Quem tem renda como liberal e todo ano banca o hipócrita declarando como isento, pelo menos dessa forma paga um pouquinho. Quem movimenta fortunas todo mês, tem mais é que se foder pagando imposto. Então está tudo certo, não está?

Concordo que não seja muito justo pagar mais um imposto, afinal tudo neste país já é tarifado. Ok, faz o seguinte: diminui a incisão do imposto de renda e troca o nome, de Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira para Contribuição Permanente sobre Movimentação Financeira. Não restituível. Pronto, um imposto bem justo, que dói no bolso de todo mundo, proporcional ao que cada um ganha.

Sobre

Eu sou uma ideia abstrata de mim mesma, vivendo para o meu trabalho e insistindo em acreditar que algum dia eu vou conseguir escrever o tanto que penso.

Vai que você curte

6 Comentários

  • Analise menos superficialmente mocinha. TODAS as empresas embutem o valor da CPMF no custo dos produtos em todos os níveis de produção. Dessa forma ele vai cascateando a cada etapa de produção e no final quem banca estes repasses, além do imposto propriamente dito, é o consumidor. Inclusive o que não tem conta em banco. Impostos cascateados são injustos porque estouram no final da corda, não em todos os níveis, sacou?

  • Óbvio que não. A incidência de impostos sobre pessoas físicas deveria ser menor do que sob capital não produtivo 😉

    Se é pra ter imposto sobre movimentação financeira, que se excluam diversos outros impostos acumulativos. Ou baixa a carga tributária ou esse país afunda. Tinhamos é que ter o IVA e só.

  • ah, tá, num país movido a sonegação, vai ser um tal de nêgo dizendo que alguém já pagou e no final das contas ninguém paga. Aliás, vamos e venhamos, diminuir imposto não vai diminuir preço de nada ao consumidor final, só vai aumentar margem de lucro.

  • Faz isso não. Já ganho pouco e me cobram isso, imagina quando eu começar a ganhar bem??

    hahahahahahah

    valeu pelo comentário no meu blog!
    =)

  • Eu pagaria a CPMF amarradão, em contrapartida diminuissem alguns impostozinhos…

    – ICMS (depende do produto, 35% no caso de telecomunicoes, por exemplo)

    – IRPF (27,5 e pensar que tiradentes fez uma revolta porque pagava 20% de IR)

    – ISS (também depende, aqui no rio é 5%)

    na minha listinha rápida entra o IR sobre investimento na bolsa, afinal, vc dá seu dinheirinh para uma empresa investir, criar empregos (pois originalmente é isso que a bolsa é) e o governo quer morder vc em 15% do que um cidadão ajuda a se criarem empregos.

    nossa, isso daria um post!
    bjs.

Comentários indisponíveis.