Entendendo Lomyne

Com o passar dos anos, aprendi que cultura está fora de moda, a cada dia eu me torno mais incompreensível para o leitor médio de internet. Pensando nisso, resolvi montar este post com o objetivo de transmitir referências webliográficas que facilitam o entendimento.

Ali no texto lateral, tem uma referência ao fio de Ariadne, se você não sabe quem é você está precisando saber o mínimo de mitologia grega. Resuminho pra preguiçoso: Quando seu amado Teseu entrou no labirinto de Creta para enfrentar o minotauro, ele carregava um novelo de lã cuja ponta Ariadne segurou firmemente para que ele pudesse voltar depois que vencesse o minotauro.

Eu sou leitora de quadrinhos, no mínimo, é bom saber algumas coisas sobre Marvel, DC e Vertigo. É também saudável conhecimentos mais avançados sobre Liga da Justiça e X-men para não perder as piadas. Esquece os filmes, eu disse qua-dri-nhos. Eu amo qualquer história de aventura, de Nárnia aos Caça-fantasmas, de Piratas do Caribe a Dinotopia, de Curtindo a Vida Adoidado a Ducktales. Eu amo desenho animado, sempre que posso vejo, não é muito complicado encontrar minhas referências.

Sou publicitária, propaganda é uma coisa, publicidade é outra, marketing uma terceira e cada uma dessas palavras tem diferentes definições para publicitários, jornalistas, relações públicas e marketeiros. Acreditem, explicar isso demora umas duas horas.

Eu sou redatora e revisora, sou didática e quase prolixa. Se não entendeu essa frase, não pergunte. Se você é um analfabeto funcional, por favor, porta da rua é serventia da casa, bom passeio. Eu não vou dar aulas de português. E outra: não sou preconceituosa, me faça o favor de ler várias vezes as mesmas coisas antes de achar que discriminei alguém. E neste sentido, ainda aviso: gay é gay, negro é negro, norte-americano é norte-americano. Não vou ficar escrevendo homossexuais, afro-descendentes ou estadunidenses.

Tenho um senso de humor ácido e com algumas tendências à ironia. Um professor certa vez me disse que a ironia é o recurso de humor mais refinado possível. Respeito tudo – religião, política, gosto, time de futebol – mas não perco a oportunidade de fazer piada com essas coisas. Meu senso de humor é meio sórdido mesmo, conviva com isso.

Trabalho com tradução, considero que alguém com capacidade de chegar ao meu blog é capaz de ler uma ou duas frases em inglês ou espanhol. Dúvidas existem, eu sei, nestes casos, você pode entrar no site do meu trampo e usar o excelente tradutor que tem lá, de graça.

Eu amo política, literatura, comunicação e filosofia, se chegar à conclusão de que eu disse uma besteira, por favor verifique antes de argumentar, se não eu vou te moer nos comentários. Se eu estiver errada, por favor me corrija. Eu supero.

Não sou nerd por muito pouco. De vez em quando uso referências mais complexas, mas considero que qualquer pessoa que usa a internet é capaz de descobrir o que não sabe, principalmente blogueiros. Se tem algo neste blog que você não entendeu sozinho e este post não te ajudou, você faz o seguinte: vai pro google e lá você pensa se quer pesquisar e aprender algo novo (aí volta me avisar que eu fico feliz) ou aproveita e segue em frente, sem nada novo na cabeça, em um mundo em que ninguém mais se importa em saber das coisas. Eu sei que estou fora de moda mesmo…

Glossário:
Xunxo – jeitinho tipicamente brasileiro
mongo, tongo, moita, jacu – mané, dummy
Pila – reais (moeda)
Fazer uma gambiarra – dar um jeitinho
se abrindo – dando risada a toa ou dando mole
me poupe – nem comece a falar merda
Pense num troço engraçado – é tipo “imagine”
Um abraço pro gaiteiro – “agora fudeu” ou então “tchau”, depende do caso
se rasgue – passe raiva, fique com inveja, dê chilique
durma com um barulho desse – se vire com o que você pensa
porra – vírgula
caralho – ponto de exclamação
num fode – não enche

Sobre

Eu sou uma ideia abstrata de mim mesma, vivendo para o meu trabalho e insistindo em acreditar que algum dia eu vou conseguir escrever o tanto que penso.

Vai que você curte

6 Comentários

  • Esta brisa da tarde
    Afaga as folhas com invisível mão
    Arrasta consigo os sonhos perdidos
    Soltos do encanto da real paixão

    Bom fim de semana

    Doce beijo

  • ah, prefiro ser fora de moda assim do que estar na moda feito esse povo que não tem nada na cabeça.

    moda passa. inteligência não.

    =*

  • Exigente, não! (kkk) Mas tem que ser: primeiro, pq é um porre-de-cacharra-ruim ouvir e ler porcaria; segundo, porque o blog é teu, e vc não precisa ficar recebendo visitantes que não entendem o qe lêem, criticam o que não sabem e enchem o saco…
    Valeu o post… pavio curto, sim, pra quem só amola!
    Minha mãe diz que é melor ovir besteira que ser surdo… discordo, tanto que tenho como que um botãozinho no meu ouvido, é besteira, entro em zen e ouço nada…
    Beijo e bom domingo

  • Oi,linda
    Tô aqui “matutando”:Serei eu um leitor médio??afinal eu sou um taxista-bancário ou se preferir um gerente de banco-taxista…Falo um pouco de inglês ,não vou negar que vai além do “book in the table”..
    Mas,digamos que eu já li sobre Mitologia Grega (faz tempo,hein!) e que preferia mesmo que Teseu(com esse nome)entrasse no labirinto de Ariadne do que de Creta.(Mmmm,agora fudeu!)

    Não a considero didática nem prolixa( e juro que nem precisei do Google para saber disso)

    Agora o que gostei muito mesmo é saber que vc curte história de aventura, de Nárnia aos Caça-fantasmas, de Piratas do Caribe a Dinotopia, de Curtindo a Vida Adoidado a Ducktales…
    Bate aqui!!

    Bjs

  • hola mi querida lomyne

    ya que el español es bienvenido en tu blog, te dejo un comentario en mi buena y amada lengua nativa…

    he leido muy poco de tu blog, pero seguro que voy a convertirme en un seguidor asiduo de tus comentarios

    un grande abrazo

Comentários indisponíveis.