Todo mundo tem problemas sexuais

Até o Pedro Cardoso. Eu já fui mais buy Lyrical dance costumes online in em termos de cultura e talvez se estivesse um cadinho mais online teria ficado sabendo antes sobre o discurso do Pedro Cardoso no lançamento do filme “Todo Mundo Tem Problemas Sexuais”. Mas eu não sou mais a mesma, talvez minha leitura não seja mais a mesma ou ainda minhas prioridades informativas andem muito técnicas, sei lá. Graças aos bons bits e bytes, ainda tenho o Charles para me salvar de minha própria alienação cultural.

Para quem está fora das fofocas http://aspenlogandbeetlekillpinefurniture.com/portfolio/two-drawer-chest/ cult/cool como eu, clica aqui para ler o texto. Neste mesmo blog tem toda uma ladainha derivada deste texto, mas a Tia Lomyne facilita a vida do preguiçoso e resume, porque é muito texto. A treta é mais ou menos assim:

O Pedro Cardoso fez um discurso contra a nudez de artistas (linkado ali em cima, leia pelo menos isso) e isso gerou um bafafá “cultural”. A Playboy, esta gentil publicação brasileira se propôs a entrevistar o cara. Como qualquer pessoa cheia de boas intenções, o Pedro Cardoso fez uma contra-proposta, de entrevistar uma jornalista da Playboy e publicar lá mesmo, com o propósito fofo de mostrar como seu ponto de vista está certo e como a nudez e sua questão arte/pornografia é hipócrita. A revista topou, ele entrevistou, montou a entrevista e pimba! A Playboy disse que não iria publicar. Ora, mas que absurdo, eu jamais esperaria algo assim da Playboy, juro! Aí começou a frescurite da correspondência, agressão go here super justificada para ver quem é o dono da razão e o Pedro Cardoso, como é super in, cult, adulto e nobre publicou tudinho no blog (inclusive com autorização do “Chefe” da Playboy).

Agora que acabei o prólogo, vamos às idéias: primeiro que eu considero esse discurso do Pedro Cardoso pseudo pra caralho. Ah, atores e atrizes não deveriam ser obrigado a ficar nus. Ótimo, então pára de tratar seu próprio corpo como um troféu, engorda cinco quilos que ninguém mais te pede para ficar pelado! Ah, mas artista vive do corpo! Então tá reclamando do quê? Como diriam os cariocas, num fode! O artista deveria poder dizer não. Uai, porque não diz? Porque não vai mais conseguir trabalho? Isso é assinar diploma de incompetência, porque não sabe fazer mais nada além de ser gostoso (a). A carreira é assim. Não quer? Porta da rua é serventia da casa. Ou então faz um motim e ninguém mais aparece de biquini na televisão nunca mais, se os roteiristas americanos pararam Hollywood, quem disse que meia dúzia de gostosas não podem parar a televisão brasileira? Elas vivem se orgulhando de parar o trânsito mesmo…

Eu não estou dizendo que sou a favor deste leilão de carnes todo dia na minha cara, porque não sou. Só acho que não existem vítimas da mídia. O TDUD? contou uns tempos atrás que um refinado restaurante do Leblon perdeu sua clientela de artistas depois que aumentou as plantas da fachada e não dá mais para tirar fotos tipo “flagra!” do outro lado da rua. Estas pessoas escolheram se expor, escolheram uma carreira assim. Não sabe brincar sai do play. Cansou? Pega sua bola e vai para casa jogar video-game sozinho, oras! Cambada de pseudo…

p.s.: eu não vou entrar nos méritos de “discutir” a Playboy. Tanto faz se a revista vende arte, pornografia, putaria ou jornalismo. Ela é o que é. Compra quem quer e dá entrevista quem quer – independende das análises. Querer que uma revista de mulher pelada tenha seu papel social discutido é coisa muito pseudo!

Sobre

Eu sou uma ideia abstrata de mim mesma, vivendo para o meu trabalho e insistindo em acreditar que algum dia eu vou conseguir escrever o tanto que penso.

Vai que você curte

12 Comentários

  • Quando começam com esse blá blá blá de nudez eu sempre me lembro da história dos dois mineirinhos conversando na beira do rio…

    – Ô cumpadre, o qué que cê acha desse negócio de nudez?
    – Ah, eu acho é bom, né cumpadre.
    – E purcausdiquê, cumpadre?
    – Uai, antes ‘nudez’ do que no meu…

    Bjk.
    Mônica
    Crônicas Urbanas

  • Tô com preguiça de ler o post do Cardoso, mas pelo que eu li aqui, concordo contigo.

    Se bem que eu desconfio dessas ‘polêmicas’. A maioria é marketing puro.

  • isso tem um único nome: moda!
    não adianta pedir para que os artistas engordem uns 5 quilos e blablablá… todo mundo já entrou na onda… o lance agora é ser tísico!
    beijos

  • Vou te falar uma coisa: morro de preguiça desses papos. E morro de preguiça do Pedro Cardoso também. Adoro a Grande Família, mas ele… Cansativo, aparecido, exibido, tudo e qualquer coisa com ido. Esse seu post me lembrou um festival de cinema que fui em Tiradentes e o Selton Melo estava lá (sou fã dele, principalmente do personagem que ele fez da minisérie os Maias), mas ele me decepcionou tanto com um discurso diríamos assim, pseudo. Aliás, me explica o que é esse pseudo?

    beijos, flor!

  • “da casa. Ou então faz um motim e ninguém mais aparece de biquini na televisão nunca mais, se os roteiristas americanos pararam Hollywood, quem disse que meia dúzia de gostosas não podem parar a televisão brasileira? Elas vivem se orgulhando de parar o trânsito mesmo…”

    aaahhhh amiga haua por isso que eu gosto de você haauuha
    ai que saudades, essa sua ausencia além de afetar agente, afeta você que fica desligada do mundo!
    bjus

  • Olha… poucas vezes presenciei uma discussão tão babaca quanto essa que o Pedro Cardoso levantou. Na verdade, vejo nisso uma baita jogada de marketing e tenho minhas dúvidas se ele realmente pensa o que passa o seu discurso. Enfim, a questão é que o resultado está aí… mídia, mídia, mídia… Bingo.. Ele conseguiu…
    Playboy.. discussão sobre nudez como pornografia ou arte…. papel social da revista…
    Peraí, num fode! Rs (com F mesmo…)

    Bjs

  • Não consegui clicar no seu ‘clicaqui’… rsrs
    Mas tudo bem
    Tia Lomyne simplificou.
    Acho que essa é o tipo de discussão que não serve de nada.
    Pelo menos pra mim.
    Não me acresenta nada, tenho os cinco quilos a mais mesmo, nunca serei chamada e nunca ganheiro o cachê poupudo.
    Então, quer ficar pelado, fique, não quer não fique.
    Tudo é questão de atitude!
    Bjs

  • é isso.
    tem direito de dizer não.
    e isso tudo foi pq a mulher dele ficou pelada no filme do selton mello. ai, ai…

  • Já tinha lido esse Blá blá blá todo… Ator reclamando de ficar pelado é no mínimo curioso.

    Puff… me poupa Pedro. Se não guenta, porque veio?

    Bejo pra vc borboleta.

  • Desde quando Playboy é revista de mulher pelada? Revista de mulher pelada é a Sexy. Playboy é revista de fotos de turismo, carros, barcos, etc. A mulher é mero detalhe nas fotos da maioria dos ensaios. Infelizmente… 🙁

Comentários indisponíveis.

Leia o post anterior:
Eu preciso fazer uma piada infame

Sério, Chinese Democracy (o disco novo dos Guns, mané) levou tanto tempo para focar pronto que agora o nome nem...

Fechar