Um bonde chamado desejo

Nasci mulher e cresci assombrada pelas claras diferenças de papéis entre os sexos. Porque posso ser chamada de muitas coisas, mas nunca de mulherzinha burguesinha – inclusive invejo o gênero de vez em quando. Sei que o mundo é moderno e nós mulheres tomamos espaço. Trabalho no marketing de uma multinacional onde somos cinco mulheres e dois homens, sei bem. Mas direito a voto, respeito depois do divórcio, posicionamento no mercado de trabalho – ainda que com salários menores – são conquistas já meio velhinhas e depois delas necas de pitibiribas.

Nós mulheres conquistamos direitos sociais sem dar nenhum passo nos direitos morais. Podemos tudo, menos ter o bendito do desejo. Uma mulher pode fazer muitas coisas quando quer, menos sexo. Ainda é feio olhar para um homem e querer dormir com ele naquela noite. Podemos dormir com uma mulher, mesmo porque todo mundo vai pensar que ela é sua amiga. Nem sempre, esclareço. Na prática, nós mulheres só podemos desejar alguém em segredo.

Em jogos da verdade, gosto de perguntar se “seus desejos passam por cima dos seus valores ou seus valores sobre seus desejos?”. Quase toda mulher responde que os valores são maiores, mais da metade delas eu sei que está mentindo. O que na verdade me levaria a duvidar dos jogos da verdade, mas prefiro deixar isso para um post exclusivo. Se tem algo que desejo, desejo desejar em paz, sem julgamentos. E que me chame de exagerada o primeiro hipócrita que ler isso aqui.

Post para Tertúlia Virtual, por idéia copiada do Vavá e nome de filme, pura e simplesmente porque de fato, o desejo é um bonde que passa por cima de mim.

Sobre

Eu sou uma ideia abstrata de mim mesma, vivendo para o meu trabalho e insistindo em acreditar que algum dia eu vou conseguir escrever o tanto que penso.

Vai que você curte

6 Comentários

  • Muito simpático, inteligente e criativo seu blog!
    Nos detalhes! E percebi quase todos! Inclusive o texto desta janela de comentários! Parabéns!
    Obrigado por ter participado da TERTÚLIA VIRTUAL, e te esperamos na próxima! Não entenda isso como PROPAGANDA, que também abomino, e acho muito deselegante quem faz!
    Seu BONDE esta perfeitamente dentro do espirito do tema desta Tertulia. Adorei conhecer seus textos. Voltarei mais vezes.

  • Vim te conhecer, pois o Eduardo do Varal de Idéias falou do cabecalho do blog que aqui nao existe, mas que seus posts têm cabeca, rs.

    Devo confessar que meus valores nao sobrepoem aos meus desejos e nem meus desejos se sobrepoem aos meus valores. E isso é uma verdade. Nao sei se é porque sou muito pé no chao e até mesmo os meus desejos eu os castros, entao fica mais difícil ainda os valores me subirem à cabeca.

    Mas já tive essa fase e bem intensa.

    Prazer em te conhecer e deixei minha garrafa por aqui, rs.

  • vim trazer minha garrafa a convite do Eduardo e já passiei pelo seu blog e voltarei com mais garrafas.
    Quanto a mulher, acho que precisa tomar muita cuidado porque na correria ao poder e na preucupação de ser MAIS acho que ela está esquecendo dela mesma e deixando de ser feliz.
    Me aguarde, voltarei.
    Beijoca.
    Nilda.
    http://meucantin5.blogspot.com/

Comentários indisponíveis.