O blog pode ou não pode?

buy Lyrica dubai Estava em uma entrevista ontem, justamente para trabalhar com mídias sociais e é óbvio que pediram o link do blog. A pergunta sobre conteúdo desta casa que tanto amo me balançou. A verdade é que eu não sei definir a que este blog se propõe, nunca olhei para ele como um negócio. Quem sabe um dia possa ser, mas nunca foi esse o foco.

Fiz um blog porque me é inerente opinar sobre tudo que eu vejo, seja assunto relevante ou não. O blog foi crescendo e criando uma identidade textual totalmente natural, não modelei nada. Nos enormes arquivos construídos ao longo de sete anos, há muitas histórias contadas. Algumas ideias antigas agora me parecem tão tolas e tantas outras deveriam ter ficado na gaveta.

Isso não tinha me ocorrido – o impacto de fornecer o link – mas o fato é que não tenho coragem nem razões para apagar algo que escrevi. Esses sete anos são parte importante do que eu vivi, não dá pra fingir que não aconteceu, passar uma borracha. Se posso dizer que conheço as mídias sociais, não é só porque eu leio blogs. É porque eu existo na web.

Só que ao chegar em casa eu me perguntei: blog pode ou não pode fazer parte? Não tenho razões para mentir em um processo seletivo, não tenho razões para mentir http://antiquewarehousemall.com/2013/01/mid-century-cat/ at all. Mesmo assim é meio inevitável perguntar mentalmente se um entrevistador quer a verdade inteira ou se meia hipocrisia lhe basta…

Sobre

Eu sou uma ideia abstrata de mim mesma, vivendo para o meu trabalho e insistindo em acreditar que algum dia eu vou conseguir escrever o tanto que penso.

Vai que você curte

7 Comentários

  • Dependendo do entrevistador, a única coisa que ele vai ver é quantos links apontam pro seu blog, sua "popularidade", e outras coisas do tipo.

  • Os blogues para algumas empresas, são como uma apresentação, mostrando além do físico, o seu lado subjetivo, idéias e tals. Por isso, muita gente prefere manter o blogue no anonimato, quando o alvo não é que ele participe de 'negócios'.
    Sempre acontece comigo, de estar em uma reunião e perguntarem se tenho blogue, sendo que o meu blogue também não é direcionado – mesmo que no trabalho todo mundo saiba que tenho – mas enfim, virou pergunta de praxe, como quem pede o seu cartão de visitas.

  • Andarilho, apesar d'este blog não está à venda, bem sei que não era essa a intenção do entrevistador. Não esquento muito com popularidade, pessoalmente me orgulho muito do fato de conhecer meus leitores pelo nome (pelo menos os poucos fiéis que tenho).

    Luma, eu mantive blog no anonimanto por quase um ano, era um anonimato meio doentio até. Acho bobagem esconder, é só colocar meu nome no google que dá pra achar blog, twitter, LinkedIn e até mesmo o decreto da minha nomeação como funcionára pública.

    Depois que abri minha identidade, nunca mais consigo me esconder, a não ser com um novo nickname. Nem pretendo, está tudo aí para ser visto.

  • Olá, sabe que já pensei sobre isso?
    Acho que a questão não é mentir ou não em uma entrevista. Só acho que o blog (pelo menos o meu) tem um caráter todo pessoal. Todo mundo tem seu dia ruim. E também, no seu caso, que tem um blog mais antigo, tem-se as chamadas mudanças de rotas. Eu acho o seguinte: meu empregador nao precisa de saber de tudo que está no blog.
    Beijos

  • Legal, muito legal… em tempos que ninguém se aprofunda em nada, talvez o fato de quererem conhecer um pouco mais de você seja um bom indício de interesse.

    Concordo com os colegas acima que talvez não seja necessário que saibam de tudo a nosso respeito, mas se está aberto na net, o pressuposto é que já pesamos a dose de pessoalidade do que foi publicado.

    Sabemos que não dá pra controlar quem vai ou não ler o que escrevemos, mas dá pra saber o que vamos ou não escrever.

    Acho que suas chances são ótimas!

    Beijos

  • Sinceramente não sei qual era a intenção do entrevistador… tenho alguma experiência nessa área e, o máximo que posso lhe dizer é que, a maioria dos profissionais de RH não estão tão bem preparados para lidar com blogs, redes sociais, etc. Eu, considero o seu blog absolutamente pessoal e um lugar onde vc vai projetar a sua opinião (que pode ser alterada em função do ganho de conhecimento, etc). Se um entrevistador entender que as redes sociais mudam mais rápido que vc, e, principalmente que vc não muda (pelamordedeus), aí o estrago está feito…

    beijocas

  • Gente, calma, todo mundo acabou entendendo meio torto, porque eu não expliquei direito: a vaga é justamente para administrar as mídias sociais de uma empresa. É totalmente inevitável fornecer meu blog.

Comentários indisponíveis.

Leia o post anterior:
Cada coisa no seu lugar

Estava andando por aí de blog em blog, saltitando entre links enviados via twitter e esbarrei em algum artigo desses...

Fechar