Perguntas aos manifestantes de 16/08

Ontem, 16 de agosto de 2015, o Brasil teve uma nova rodada de manifestações difíceis de serem classificadas. São anti-PT? São anticorrupção? São Fora Dilma? Não sei bem, confesso. Aliás, sobre o clima político e a insatisfação da população, eu acho que não sei quase nada. O que sei, não entendo. Então tentei organizar aqui uma série de perguntas que eu gostaria de fazer a quem estava exercendo seu direito democrático de espernear, quem sabe alguém me ajuda:

1. O que você estava fazendo na manifestação ontem? Qual seu propósito ao sair de casa?

2. Você quer o impeachment da Dilma? (se sim, continue respondendo, se não, pule para a pergunta 6)

3. Você entende como funciona o processo de impeachment? Você sabe que é necessário provar um crime ocorrido no exercício da função?

4. Você sabe quem assume caso a gente chegue no impeachment? Você entende a hierarquia do país? Tá massa pra você o Eduardo Cunha ter mais chance de ser presidente do que o Renan Calheiros?

5. Você sabe que de forma alguma o Aécio vira presidente, né?

6. Você acha que o PT inventou a corrupção? Você acha que isso não acontece em outros partidos?

7. Você é a favor da intervenção militar? (se não, pode pular pra pergunta 10)

8. Você entende que isso é um passo atrás? E que se isso ocorrer e você mudar de ideia (o que provavelmente acontecerá), você não vai poder fazer outra manifestação pra desfazer sua última ideia de bosta?

9. Você viu essa imagem abaixo? Você tá ok com isso? Você concorda?

Porquê não mataram todos em 1964?
via Humans of Protesto.

10. Você é monarquista? Sério, você acha a volta à monarquia viável no Brasil? Discorra sobre o assunto, você me intriga.

11. Você sabia que em alguns lugares do Brasil pessoas de vermelho foram hostilizadas e quase agredidas? Você acha isso certo? Caso ache, pode me explicar seu conceito de liberdade de expressão?

12. Imagino que todo mundo seja contra a corrupção, então vamos conversar sobre consciência:

12.1. você já dirigiu embriagado?
12.2. Você já colou na prova?
12.3. Você já sonegou imposto de renda?
12.4. Você já baixou música, filme ou seriado ilegalmente da internet?
12.5. Você já roubou copo de bar, saleiro de restaurante, roupão de hotel?
12.6. Você já manteve relação de amizade ou negócio com pessoas com qualquer destes comportamentos?

13. Caso tenha respondido “sim” a qualquer item da pergunta 12, você entende que você é um corrupto ou ao menos cúmplice e que deveria ser preso e condenado com a mesma dureza que você está exigindo? Bônus: se for sobre um regime militar ditatorial, você está ok com o processo investigativo sobre suas ações?

14. Voltando à primeira pergunta, considerando os absurdos que acontecem nessa manifestação e as ideias muito loucas que muita gente por lá tá defendendo, considerando que você teve respostas civilizadas para as minhas outras perguntas (de 2 a 13), você tá ok em engrossar a massa de pessoas dizendo absurdos, mesmo não concordando?

Entendo que tem uns doidos por aí no mundo, gente que puxa bandeira integralista, gente que quer que todo mundo morra, gente neonazista, gente que é pela família e pela retidão, mas não pensa que isso significa perseguição religiosa, sexual, social. Isso aí eu acho que é caso pra tratamento e internação, com esses aí eu nem converso.

O que eu não entendo é a gente que pensa ter bom senso engrossando o discurso burro e bizarro que se aglomera pelas ruas, desprovido de qualquer senso crítico. Sabe, eu me pergunto se as pessoas entendem as implicações de seus atos…

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+

Post Author: Lomyne

Eu sou uma ideia abstrata de mim mesma, vivendo para o meu trabalho e insistindo em acreditar que algum dia eu vou conseguir escrever o tanto que penso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *