Cada um com seus problemas

Uma prova de que Rê Ticências é doida varrida: meu domingo. Tudo bem, acordei meio-dia, fui almoçar fora e justificar meu voto. Depois, faxina na minha mansão (tá pensando o quê? pra quem mora sozinho domingo é dia de faxina) até 8 da noite, com direito a sentar pelo lado de fora da janela do 3º andar. Mas a insanidade veio depois: vendo abobrinhas na tv e em seqüência filme velho. Esse é meu maior mal, adoro filme velho, estilo sessão da tarde. ‘Conexão Tequila’ até duas da manhã. Acabou e nada da Rê dormir, tava sem cigarro, isso me deixa inquieta. Não agüentei, no meio da madruga, fui no posto mais próximo alimentar meu vício. De volta ao mausoléu, cadê sono? Mais filme velho ‘Salsa’ até às 4. E sono, necas de pitibiribas! Daí o que a maluca que vos fala resolve fazer? Tomei um banho e fui marcar bobeira na praia até o sol começar a esquentar, 8h. Encerrei por aí, hora de vir pro job. Ah, ainda tive direito a encontrar um publicitário que amo correndo na praia, ganhei até beijo de bom dia.

Depois o povo me pergunta porque eu não tiro carteira de motorista… vê lá se uma criatura assim vai conseguir passar no psicotécnico!!!

Sobre

Eu sou uma ideia abstrata de mim mesma, vivendo para o meu trabalho e insistindo em acreditar que algum dia eu vou conseguir escrever o tanto que penso.

Vai que você curte

Leia o post anterior:
Brega sim, e daí?

Estava quietinha aqui lendo e-mail quando vejo um conto sobre o dia em que o Wando chorou no Chacrinha, por...

Fechar