Mau-humor virtual

No fundo, no fundo, acho que as pessoas deveriam perder o maldito costume de encaminhar e-mails. Poxa, e-mails são uma forma de comunicação, algo semelhante à carta, ao telefone, etc. Agora me digam: quem tem paciência quando aquela empresa de caridade liga? Ou com a mala direta do laboratório de remédio? Ou com aquele monte de spams que caem na nossa caixa postal? Pois é. Encaminhar mensagens que se recebe dos outros, do meu ponto de vista é quase um spam. E se eu não estiver nem aí para a mulher esquartejada, para a galera fotografada na Giovana do ano passado, para os famintos na Etiópia ou para a chance de ganhar 15 mil dólares só mandando e-mails?

Sobre

Eu sou uma ideia abstrata de mim mesma, vivendo para o meu trabalho e insistindo em acreditar que algum dia eu vou conseguir escrever o tanto que penso.

Vai que você curte

Leia o post anterior:
Mas, hein?

Não é possível que eu esteja tão velha. Não, eu realmente não me conformo. Domingo estava eu deitada no sofá...

Fechar