O resto do fim de semana

Pois é, eu suspirei tanto sobre Búzios e não contei o outro pedacinho do fim de semana, o pedacinho precioso, diga-se de passagem… Foi assim: em plena quarta-feira de marasmo, ele vem e me diz to indo pro Rio no fds. Ora caralhos, não me bastasse perder o show da Ana Carolina de graça por causa do trabalho, ainda me vem mais essa de não poder estar com ele, ele tinha que vir justo nesse fim de semana? Wx#kyqm$ct&mlt*x… Mas eu decidi que iria dar meu jeito de passar pelo menos umas horinhas com ele. Ele me achou há algumas semanas, mais uma criatura que antigamente achava que meu nome fosse Renata… E lá fui eu, fazer malabarismo com carona na manhã de domingo, carregando uma mochila enorme e um aparelho de som novinho que ganhei no evento da empresa, o cebolão.

Comemos um montão, andamos um pouquinho e ele queria ver a praia de Ipanema. Chegamos lá e eu já saí rebocando o dito cujo pela rua nada deserta do Arpoador. E bebemos cerveja lá em cima e fumamos bons marlboros e o vento fez do meu cabelo uma bosta, salgado e emaranhado. E lá fomos para onde nasceu a Garota de Ipanema. E bebemos cerveja e fumamos bons marlboros. E voltamos pro hotel pra ouvir Legião Urbana no cebolão. E bebemos cerveja e fumamos bons marlboros. E eu defini amor de um jeito tão lindo que é uma pena não me lembrar das palavras exatas. E falamos de coisas nossas, coisas certas, coisas erradas, coisas de quem tem vinte e poucos anos. E ele me acompanhou na rodoviária. E no caminho bebemos cerveja e lá fumamos mais um bom marlboro. E um abraço apertado selou uma tarde de boas coisas. E eu deixei ele com a recomendação de um bom lugar pra se ouvir rock’n’roll no Rio. E lá foi ele e eu vim pra casa… Ele.

Sobre

Eu sou uma ideia abstrata de mim mesma, vivendo para o meu trabalho e insistindo em acreditar que algum dia eu vou conseguir escrever o tanto que penso.

Vai que você curte

Leia o post anterior:
E viva o antigo presidente

Porque no Brasil é assim, sabe, você bate palma pra quem está no poder e chuta cachorro morto. Assim é...

Fechar