Roubei sim, e daí?

“Escrever devia ser igual punheta, que a gente nunca perde a mão.”
E depois tem gente que não acha o Sérgio Faria o máximo… Ora, que outro homem diria isso com a naturalidade de quem pede uma porção de fritas????

Sobre

Eu sou uma ideia abstrata de mim mesma, vivendo para o meu trabalho e insistindo em acreditar que algum dia eu vou conseguir escrever o tanto que penso.

Vai que você curte

Leia o post anterior:
Resmungos-padrão

Correndo por aí como uma bandida, procurando em um beco uma saída, querendo uns palpos de aranha para escalar as...

Fechar