Jornal mal dividido

Alguém sabe dizer exatamente onde fica a sessão de política e a de banalidades em um jornal? Não, né? Pois é. Tá foda.

Eu que me amarro em me meter em barracos políticos, não tenho aberto a minha boca até agora porque ainda acho que apesar da atual quantidade de coisas que sabemos ainda não sabemos da missa a metade. E falar quando a merda ainda não voou toda no ventilador só pode ser precipitação.

Pelo que eu tenho visto na mídia, o PT vai mal, a coisa toda vai muito mal, de tal maneira que me leva a inevitável conclusão de que isso tudo ou vai acabar em muita, muita, muita merda, ou em muita, muita, muita pizza.

E todo o blá-blá-blá que essa política decadente está gerando me leva a citar meu professor de história do colégio, que dizia, em 1999: do jeito que anda a política brasileira, no máximo em 10 anos o Brasil, das duas uma: ou vamos ter um novo golpe militar, ou o país entra em guerra civil. Eu lembro que na época eu achava o Elídio um tolo por dizer uma coisa assim. Hoje já não acho tão absurda a teoria dele…

P.S.: peço desculpas aos que me encontraram pessoalmente e com quem falei sobre isso, porque este texto está igual ao que vocês ouviram.

Sobre

Eu sou uma ideia abstrata de mim mesma, vivendo para o meu trabalho e insistindo em acreditar que algum dia eu vou conseguir escrever o tanto que penso.

Vai que você curte