Um dia a gente supera

buy provigil online with prescription Estava eu no limbo habitual de domingo, tentando não ver Atlético x Paranaguá e zapeando parei na MTV, que pega muito mal aqui em casa (eu não tenho tv a cabo). Parei porque vi que eram os meninos do Fresno e eu tenho uma quedinha pelas músicas deles. Era o Estúdio Coca-cola Zero, juntando os emos com Chitãozinho e Xororó. Isso já é notícia velha, eu to ligada.

buy neurontin for pets Passei mais um par de horas vendo MTV, um canal que eu sempre critiquei. Por centenas de razões, mas principalmente pela estética imbecil de boa parte dos programas; depois por vender idéias que considero fúteis e então por suas hipocrisias de querer ser um canal “engajado” e cult (coisa meio recente, tipo uns cinco anos). Consigo encontrar mais de mil defeitos no canal, detestar mais da metade da sua grade e mais de 2/3 dos apresentadores.

Só que de uns meses para cá, de vez em quando eu paro na MTV, às vezes por cinco minutos, às vezes por duas horas. Um dia a gente supera, até mesmo a implicância com a MTV. Eu sei lá se foi o canal que melhorou, se eu que diminui meus critérios, se realmente ando mais interessada em imbecilidades do que em pensamentos. Só sei que aos 26 anos estou começando a ver MTV. De vez em quando, mas vejo.

p.s.: só por segurança, se um dia desses eu ligar pra qualquer programa do canal, me internem… Será sinal de que perdi toda minha capacidade mental, tenho certeza.

Sobre

Eu sou uma ideia abstrata de mim mesma, vivendo para o meu trabalho e insistindo em acreditar que algum dia eu vou conseguir escrever o tanto que penso.

Vai que você curte

11 Comentários

  • a falta do que ver na tv aberta é que te faz parar nesses programinhas bunda moles… culpa sua não, mas da tv q a cada dia tá pior.

    Sugestão : desligue a tv e vá ler um livro ( huahauahuahua…bem propaganda de mtv!)

  • Eu gostava de ver mtv qdo o foco eram os clipes (isso faz muuuuito tempo).

    Mas depois que saiu o youtube e os videoclipes ficaram disponíveis a hora que a gente quisesse, a mtv pra mim perdeu o rumo, tentando encontrar uma ‘cara’ nova.

    E hoje em dia eu só vejo mtv se estiver passando na tv da academia.

  • Eu sumiste, tu sumieste ele sumiste.
    Nós sumimos, vós sumires, e eles sumiram.

    Aaaaaaaaaaa mulequeee haushuahsuasua
    Tcharammm, I’m here.

    sentiu saudades? *-*, seu selinho ainda tá la no meu blog manow!..
    bjinhs

  • Kiriduxa, você ganhou selos. Passa lá no meu cafofo para pegar tudo ^^

    E aproveitando, tem também uma continuação daquele texto que nós achávamos que ia ficar sem fim. Mas não é o final ainda =P

    Beijos!

  • Em algum momento da minha vida já assisti bastante a MTV. Não que eu seja muito velha, mas era na época da Astride, Thunder Bird, Massari, Cazé e Cuca. As coisas foram mudando, mudando,enfim, os canais de tv de multiplicando de tal forma que hoje não tenho pachorra pra molecagem da MTV. Muito embora reconheça que ela tem um papel interessante na mídia. Ela é como um rádio na televisão. E agora eu “participo” dos programas de rádio pela internet. Enfim, é interessante pensar nas novas formas de participação, ou seja, numa horizontalidade da mídia. Creio que a MTV se adiantou um tanto nessa vertente.
    Mas definitivamente, a televisão não dá pra todas as pessoas. No meu caso a relação é oscilante demais.

  • MTV… assisto vez por outra também. Depois que também aboli a tv a cabo, as opções pra detestar diminuíram consideravelmente… então nada de mal ver aquela doidinha da Penélope de vez em quando.
    Bjim

  • Gosto de seu humor ácido…
    Estive ausente, e como percebo, pelas datas de teus posts, parece-me que tb não estás tão frequente, mas é sempre bom te ler…
    Beijo

Comentários indisponíveis.

Leia o post anterior:
Office boy de luxo

Eu estava num bar hoje (olha que novidade!) e alguém que jamais deveria se abalar comigo mandou um office boy...

Fechar