O Tinder não é para amadores

Há um ano, eu me separei. Com 34 anos, um círculo pequeno de amigos e nenhum saco pra balada, em janeiro instalei o Tinder pra conhecer gente nova. Eu tenho um esboço de um post que um dia eu termino pra postar aqui, mas hoje eu quero tirar uns min do meu tempo pra falar de um cara específico, ou melhor, um tipo de cidadão aleatório que surge nessa vida. Chamaremos de Thiago, pelo bem da queimação de cara.

Ontem pela manhã o Thiago deu match e já puxou papo. Como o aplicativo é uma merda, eu só consegui ver o que ele mandou depois de eu mandei um “oi, tudo bem?”. Então aí o cidadão já tinha me chamado de rainha, perguntou se eu queria um escravo e me passou o whatsapp. Por motivos de o Tinder é uma merda e não notifica, bora pro whatsapp.

E aí o Thiago desembestou a falar de pé. Assim, nível fetiche hard, pediu foto do meu pé, perguntou quanto eu calço, se meu pé é gordo ou magro, enfim, obsessão afora. Não lidei bem. Eu sei que estranho é o fetiche do outro, mas né, gen, muita calma nessa hora.

Decidi que não ia nem visualizar é responder ontem pra não errar a mão no corte e só respondi hoje de manhã. E aí, meu povo, eu prefiro colocar o print aqui pra vocês entenderem como é a vida:

mini_screenshot

Aí você veja a situação: o cidadão leva um corte relativamente elegante e faz o quê? Resume a signo, deduz que eu não sei me relacionar e ainda acha que acertou (pelo pouco que eu compreendo de pictografia, já que desde que inventaram o a linguagem escrita eu pensei que não era mais necessário se comunicar por imagens).

Eu só decidi postar isso aqui pra pedir encarecidamente a qualquer indivíduo do sexo masculino: pelamordedeus, aceita o corte com dignidade, fecha a janelinha e ignora a guria forever, mas NÃO FAZ ISSO!

Não decida que sabe algo sobre alguém só porque esse alguém não quer nada contigo, não escrotize nesse nível, não ache que uma pessoa não consegue se relacionar, mas se você for mesmo escroto assim, guarde pra você. E se você não consegue fazer isso, por favor, entre em combustão espontânea. Ou se prepare, porque mais cedo ou mais tarde você acaba sendo escrotizado num print público assim.

Você é um babaca. E espero que a partir de agora, um babaca conhecido. E pensando bem, sim, eu tenho muita dificuldade em ter relacionamentos com babacas. Nunca tive nenhum. Esse não vai ser o primeiro.

Pras mulheres de Curitiba que quiserem, eu mando o print do perfil do Tinder pra vocês evitarem, só me pedir.

Update: aparentemente, se não sou de gêmeos, sou trans. Alguém me explique a lógica!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+

Post Author: Lomyne

Eu sou uma ideia abstrata de mim mesma, vivendo para o meu trabalho e insistindo em acreditar que algum dia eu vou conseguir escrever o tanto que penso.

1 thought on “O Tinder não é para amadores

Comments are closed.